As últimas receitas

Martini Rosa

Martini Rosa

Amasse os morangos com um garfo, coloque todos os ingredientes em uma coqueteleira, que é mexida por 1-2 minutos, até o gelo derreter. Em seguida, despeje em copos de martini, decorados com açúcar.

Para obter a decoração de açúcar nos copos, limpe-os na borda com um guardanapo úmido, cerca de 2-3mm, por dentro e por fora, e depois mergulhe-os no açúcar. Ele vai aderir ao vidro úmido e, em poucos minutos, após a secagem do vidro, ficará fixo. Por isso é bom preparar os copos antes de fazer o coquetel, para que tenham tempo de secar.


Martini Rosa - Receitas

Preciso de ajuda? Visite nosso centro de suporte para qualquer assistência ou perguntas sobre
como redefinir sua senha ou quaisquer outros problemas com sua conta.

"Pink Martini é uma divertida aventura musical ao redor do mundo ... se as Nações Unidas tivessem uma banda house em 1962, esperançosamente nós seríamos essa banda." - Thomas Lauderdale, líder de banda / pianista

Em 1994, em sua cidade natal, Portland, Oregon, Thomas Lauderdale trabalhava na política, pensando que um dia se candidataria a prefeito. Como outros ansiosos políticos em treinamento, ele foi a todos os eventos de arrecadação de fundos políticos sob o sol ... mas ficou consternado ao achar a música nesses eventos nada impressionante, sem brilho, barulhenta e hostil. Inspirando-se na música de todo o mundo - cruzando gêneros de clássico, jazz e pop antiquado - e esperando atrair tanto os conservadores quanto os liberais, ele fundou a “pequena orquestra” Pink Martini em 1994 para fornecer musicais mais bonitos e inclusivos trilhas sonoras para arrecadação de fundos políticos para causas como direitos civis, moradia acessível, meio ambiente, bibliotecas, radiodifusão pública, educação e parques.

Um ano depois, Lauderdale ligou para China Forbes, uma colega de Harvard que morava na cidade de Nova York, e a convidou para ingressar no Pink Martini. Eles começaram a escrever canções juntos. Sua primeira música, “Sympathetic (Não quero trabalhar) ” tornou-se uma sensação da noite para o dia na França, foi nomeado para "Canção do Ano" no prêmio Victoires de la Musique da França, e até hoje continua sendo um mantra ("Je ne veux pas travailler" ou "Eu não quero trabalhar") para greves trabalhadores franceses. Lauderdale diz: “Somos uma banda americana, mas passamos muito tempo no exterior e, portanto, temos a incrível oportunidade diplomática de representar uma América mais ampla e inclusiva ... a América que continua sendo o país mais heterogeneamente povoado do mundo ... composto por pessoas de todos os países, todas as línguas, todas as religiões. ”

Apresentando uma dezena de músicos, com canções em 25 idiomas, Pink Martini apresenta seu repertório multilíngue em palcos de concertos em seis continentes. Depois de fazer sua estreia europeia no Festival de Cinema de Cannes em 1997 e sua estreia orquestral com a Orquestra Sinfônica de Oregon em 1998, a banda passou a tocar com mais de 50 orquestras em todo o mundo, incluindo vários compromissos com a Filarmônica de Los Angeles em Hollywood Bowl, Boston Pops, National Symphony no Kennedy Center, San Francisco Symphony, Cleveland Orchestra e BBC Concert Orchestra no Royal Albert Hall em Londres. Em 2014, Pink Martini foi incluído no Hollywood Bowl Hall of Fame e no Oregon Music Hall of Fame.

Pink Martini lançou 11 álbuns de estúdio em seu próprio selo independente Heinz Records (em homenagem ao cachorro de Lauderdale), vendendo mais de 3 milhões de álbuns em todo o mundo. Em 2019, a banda lançou dois EPs de estúdio, Amanhã e Beije-me muito, apresentando os vocais principais dos membros mais novos do Pink Martini, Jimmie Herrod e Edna Vazquez. Ambos os cantores fizeram uma longa turnê com o Pink Martini desde 2017. E no verão de 2020, durante um hiato da turnê durante a pandemia, a banda lançou dois novos singles digitais otimistas: "Let’s Be Friends" e "The Lemonade Song".


Martini Rosa

PORTAS 17:30 • HORA DO MOSTRA 19:30

Com uma participação especial do colaborador frequente do Pink Martini e da NPR Todas as coisas consideradas anfitrião Ari Shapiro.

Em 1994, em sua cidade natal, Portland, Oregon, Thomas Lauderdale estava trabalhando na política, com a intenção de eventualmente se candidatar. Como outros ansiosos políticos em treinamento, ele compareceu a todos os eventos de arrecadação de fundos políticos sob o sol ... mas ficou consternado ao descobrir que a música desses eventos era desanimadora, sem brilho, barulhenta e hostil. Inspirando-se na música de todo o mundo - cruzando gêneros de clássico, jazz e pop antiquado - e na esperança de atrair tanto conservadores quanto liberais, ele fundou a "pequena orquestra" Pink Martini em 1994, fornecendo trilhas sonoras musicais mais bonitas e inclusivas para arrecadação de fundos políticos para causas como direitos civis, moradia acessível, limpeza do rio Willamette, financiamento para bibliotecas, radiodifusão pública, educação e parques.

Um ano depois, Lauderdale ligou para a China Forbes, uma colega de Harvard que morava na cidade de Nova York, e a convidou para ingressar no Pink Martini. Eles começaram a escrever canções juntos. Sua primeira música - “Sympathique” (Eu não quero trabalhar) - tornou-se uma sensação da noite para o dia na França, foi nomeada para "Canção do Ano" no Prêmio Victoires de la Musique da França, e até hoje continua sendo um mantra ("Je ne veux pas travailler" ou "Eu não quero trabalhar ”) Para fazer greve aos trabalhadores franceses. Lauderdale diz: “Somos uma banda americana, mas passamos muito tempo no exterior e, portanto, temos a incrível oportunidade diplomática de representar uma América mais ampla e inclusiva ... a América que continua sendo o país mais heterogeneamente povoado do mundo ... composto por pessoas de todos os países, todas as línguas, todas as religiões. Exceto os nativos americanos, todos nós somos imigrantes de todos os países, de todas as línguas, de todas as religiões. ”

"PINK MARTINI É UMA AVENTURA MUSICAL ROLANTE PELO MUNDO ... SE AS NAÇÕES UNIDAS TIVEREMOS UMA FAIXA DE CASA EM 1962, ESPERAMOS SEREMOS ESSA BANDA."
- THOMAS LAUDERDALE, BANDLEADER / PIANIST

Com uma dúzia de músicos com canções em 25 idiomas, Pink Martini apresenta seu repertório multilíngue em palcos de concertos e com orquestras sinfônicas em toda a Europa, Ásia, Grécia, Turquia, Oriente Médio, Norte da África, Austrália, Nova Zelândia, América do Sul e América do Norte. Pink Martini fez sua estreia europeia no Festival de Cinema de Cannes em 1997 e sua estréia orquestral com a Orquestra Sinfônica de Oregon em 1998 sob a direção de Norman Leyden. Desde então, a banda tocou com mais de 70 orquestras em todo o mundo, incluindo vários compromissos com a Filarmônica de Los Angeles no Hollywood Bowl, o Boston Pops, a National Symphony no Kennedy Center, a San Francisco Symphony, o Cleveland Orchestra, Sydney Symphony na Sydney Opera House e a BBC Concert Orchestra no Royal Albert Hall em Londres.

Outras aparições importantes incluem a grande inauguração do Walt Disney Concert Hall projetado por Frank Gehry da Filarmônica de Los Angeles, com shows esgotados de retorno para a véspera de Ano Novo de 2003, 2004, 2008, 2011, 2014, 2016 e 2018 com shows esgotados no Carnegie Hall a festa de inauguração do remodelado Museu de Arte Moderna de Nova York, a festa do 100º aniversário da Filarmônica de Los Angeles em 2018, o Governor's Ball no 80º Prêmio da Academia em 2008, três shows esgotados com a Sydney Symphony na renomada Sydney Opera House vendidos - concertos esgotados no Royal Albert Hall em Londres em 2011, 2013 e 2016, várias aparições esgotadas e uma abertura de festival, no Festival de Jazz de Montreal, dois concertos esgotados no lendário L'Olympia Theatre de Paris em 2011 e 2016 e a celebração do 10º aniversário da casa de moda de Paris, Lanvin, do designer Alber Elbaz em 2012. Em 2014, Pink Martini foi incluído no Hollywood Bowl Hall of Fame e no Oregon Music Hall of Fame.

Aparições na televisão incluem The Late Show com David Letterman, Late Night com Conan O’Brien, The Tonight Show com Jay Leno, Mais tarde com Jools Holland, e um recurso em CBS Domingo de Manhã. A banda criou um concerto especial de férias da NPR, transmitido nacionalmente, em 2015, Alegria para o mundo: um feriado espetacular, e foi destaque em várias transmissões de véspera de Ano Novo na NPR's Brinde da nação.

Pink Martini vendeu mais de 3 milhões de álbuns em todo o mundo por seu próprio selo independente Heinz Records (em homenagem ao cachorro de Lauderdale). O álbum de estreia da banda Amigáveis foi lançado em 1997 e rapidamente se tornou um fenômeno internacional, ganhando as indicações do grupo para "Canção do Ano" e "Melhor Novo Artista" no prêmio Victoires de la Musique da França em 2000. Pink Martini lançou Espere um pouco de tomate em 2004, Ei, Eugene! em 2007 e Esplendor na grama em 2009. Em novembro de 2010, a banda lançou Alegria ao Mundo—Um álbum festivo de feriado multi-denominacional com canções de todo o mundo. Alegria ao Mundo recebeu críticas elogiosas e foi apresentado nas lojas Starbucks durante as temporadas de férias de 2010 e 2011. Todos os cinco álbuns ganharam ouro na França, Canadá, Grécia e Turquia.

No outono de 2011, a banda lançou dois álbuns - Uma Retrospectiva, uma coleção das canções mais queridas da banda ao longo de sua carreira de 18 anos, que inclui oito faixas inéditas, e 1969, um álbum de colaborações com a lendária cantora japonesa Saori Yuki. 1969 foi certificado de platina no Japão, alcançando a posição # 2 nas paradas japonesas, com o Japan Times delirando "o amor e respeito que Saori Yuki e Pink Martini têm pela tradição pop brilha em todas as faixas". O lançamento do 1969 marcou a primeira vez que um artista japonês atingiu as paradas americanas da Billboard desde que Kyu Sakamoto lançou "Sukiyaki" em 1963.

A banda colaborou com vários artistas, incluindo Phyllis Diller, Jimmy Scott, Carol Channing, Rita Moreno, Jane Powell, Rufus Wainwright, as lendas japonesas Saori Yuki e Hiroshi Wada, Henri Salvador, Chavela Vargas, o artista nova-iorquino Joey Arias, o marionetista Basil Twist , Georges Moustaki, Michael Feinstein, Charo, Doc Severinsen, cineasta Gus Van Sant, Courtney Taylor Taylor de The Dandy Warhols, clarinetista e maestro Norman Leyden, atriz e compositora italiana Alba Clemente, DJ Johnny Dynell e Chi Chi Valenti, Faith Prince, Mamie Van Doren, o elenco original de Vila Sesamo, a Portland Youth Philharmonic, Mariachi Aztlan da Pueblo High School em Tucson, Arizona, o Jefferson High School Gospel Choir, o Royal Blues da Grant High School, o Pacific Youth Choir de Portland, Oregon e Karen Early (que tocou sinos de trenó e pratos de choque no álbum de férias da banda e álbum colaborativo da banda com a cantora japonesa Saori Yuki, respectivamente).

Pink Martini tem uma lista ilustre de artistas convidados regulares: Ari Shapiro da NPR, apresentador de Todas as coisas consideradas Cantor Ida Rae Cahana (que foi cantora da Sinagoga Central em Nova York por cinco anos), tocadora de koto, harpista Maureen Love, Maureen Love e Kim Hastreiter (editora / editora-chefe da Papel revista).

Em janeiro de 2012, o líder da banda Thomas Lauderdale começou a trabalhar no sétimo álbum de estúdio do Pink Martini quando gravou a música "Smile" de Charlie Chaplin com a lendária Phyllis Diller. O álbum, intitulado Ficar feliz, foi lançado em setembro de 2013 e apresenta 16 canções de todo o mundo em nove idiomas. A amada vocalista da banda, China Forbes, é a âncora da gravação, e ela foi acompanhada por seu co-vocalista Storm Large, gravando com Pink Martini pela primeira vez, junto com uma cavalgada de convidados especiais, incluindo Rufus Wainwright, Philippe Katerine, Meow Meow, The por Trapps e Ari Shapiro.

E ainda no estúdio por Ficar feliz, Lauderdale simultaneamente começou a trabalhar no oitavo álbum de estúdio da banda, Sonhar um pouco, apresentando Sofia, Melanie, Amanda e August von Trapp, os verdadeiros bisnetos do Capitão e Maria von Trapp, que ficaram famosos com o filme O Som da música. Esses irmãos cantam juntos há mais de doze anos e já viajaram pelo mundo todo em concertos. Atraídos para a órbita mágica de Thomas Lauderdale, eles agora moram juntos em uma casa em Portland, Oregon e têm sido artistas convidados frequentes com o Pink Martini nos últimos anos. O álbum, lançado em março de 2014, atravessa o mundo, da Suécia a Ruanda, da China à Baviera, e conta com participações de The Chieftains, Wayne Newton, “Jungle” Jack Hanna e Charmian Carr (que interpretou Liesl no original Som da música).

Em 2016, Pink Martini lançou seu nono álbum de estúdio, Eu digo sim!, que apresenta vocais da China Forbes, Storm Large, Ari Shapiro, o guru da moda Ikram Goldman, a ativista dos direitos civis Kathleen Saadat e Rufus Wainwright. As 15 faixas do álbum abrangem oito idiomas (francês, farsi, armênio, português, árabe, turco, xhosa e inglês) e afirmam os 23 anos de história da banda de inclusão global e espírito colaborativo. Em 2018, a Pink Martini lançou uma edição especial do 20º aniversário de seu primeiro álbum Amigáveis, apresentando o arranjo icônico da banda de "Bolero" de Ravel, agora em domínio público e finalmente reintegrado no álbum após uma ausência de 20 anos. Em 2019, Thomas Lauderdale e membros do Pink Martini colaboraram em um novo lançamento com a sensação internacional do canto Meow Meow. Este álbum, Hotel Amour, apresenta participações especiais de Rufus Wainwright, The von Trapps, Barry Humphries (da fama de Dame Edna) e o inimitável falecido pianista e compositor francês Michel Legrand. Também em 2019, a Pink Martini lançou dois EPs de 5 canções, cada um com um cantor convidado especial que está em turnê regularmente com a banda desde o final de 2017. Beije-me muito, com Edna Vazquez cantando, apresenta sua potência original “Sola Soy” ao lado de repertório clássico espanhol, como a faixa-título, e “Quizás, quizás, quizás”. Amanhã apresenta o vocalista Jimmie Herrod em uma versão crescente da faixa-título (famosa pelo musical Annie) a par de outro repertório, incluindo o single “Exodus” que tem levantado o público nos concertos do Pink Martini. Ambos os álbuns apresentam Pink Martini e arranjos do líder da banda Thomas Lauderdale.

Apresentado pelo Count Basie Center for the Arts

SOBRE OS CONCERTOS NA EXPERIÊNCIA VERDE

As seguintes medidas estarão em vigor para o Concertos no verde série de concertos:

  • As mesas serão posicionadas a 6 'de distância, com a primeira linha das mesas a 12' dos artistas.
  • Os ingressos serão vendidos nas configurações “Mesa para dois”, “Mesa para quatro” e “Mesa para seis” apenas.
  • Os clientes devem permanecer sentados à mesa comprada. É proibido dançar / ficar em pé nas mesas.
  • A área de atuação Concerts On The Green é coberta. Todos os eventos são com chuva ou sol.
  • Estacionamento gratuito no local está disponível. Estacione e prossiga para o local conforme as instruções.
  • Os ingressos incluem reserva de jantar, com serviço e assentos começando duas horas antes do show. O jantar e as bebidas são vendidos separadamente.
  • Exige-se gasto mínimo de $ 20 com alimentos / bebidas por pessoa. Visite www.theBASIE.org/greenmenu para menus.
  • Apenas cartões de crédito - dinheiro não será aceito.
  • Para noites com dois shows, a entrada para o segundo show começará assim que o público anterior for liberado e o local for limpo / higienizado.
  • As áreas de superfície de alto contato serão limpas e desinfetadas ao longo de cada apresentação.
  • Estações de higienização de mãos estarão localizadas em toda a área de atuação do Concerts On The Green.
  • A Ticketmaster é a única vendedora autorizada de ingressos para este evento. Os ingressos comprados em outros estabelecimentos podem não ser aceitos.
  • As tabelas não podem ser divididas e revendidas. Os clientes com bilhetes revendidos terão a entrada negada e reembolsos não serão oferecidos.
  • Os clientes devem usar máscaras ao entrar e se mover pelo local. Não são permitidas polainas / bandanas.
  • As capacidades dos banheiros serão limitadas e aplicadas.
  • Os usuários são solicitados a fazer uma autodiagnose para qualquer um dos sintomas COVID-19 reconhecidos do CDC e abster-se de comparecer, se necessário. Um reembolso será emitido.
  • Cadeiras de gramado, cobertores, animais de estimação, alimentos ou bebidas de fora são estritamente proibidos.
  • É proibido fumar, incluindo, mas não se limitando a cigarros, charutos, cachimbos, cigarros eletrônicos ou quaisquer outros dispositivos de vaporização.
  • A segurança do local aplicará as regras básicas, que seguirão as diretrizes atuais do CDC e do estado de Nova Jersey para eventos ao ar livre e jantares.
  • Esses protocolos foram revisados ​​e endossados ​​pelo Programa Mantendo a América Segura da Hackensack Meridian Health, que compartilha as melhores práticas em segurança, limpeza, educação e testes com organizações como o Basie Center.

Concertos On The Green, Clube de Golfe Suneagles e a Centro de Artes Count Basie dedicam-se a tornar a sua visita segura durante estes tempos sem precedentes. Ao fazer isso, estamos operando de acordo com todas as ordens executivas locais e estaduais e reconheceremos as mudanças nos mandatos conforme garantidas. Comprando uma passagem ou sendo um convidado em um Concertos no verde show é um acordo para cumprir todas as diretrizes atuais de distanciamento social e máscaras estabelecidas pelos governos locais e estaduais. Agradecemos a oportunidade de servi-lo.

RENÚNCIA DE RESPONSABILIDADE E ASSUNÇÃO DE RISCO. Todos os participantes, ao comprar um ingresso e / ou comparecer ao evento, concordam em assumir todos os riscos, perigos e perigos que possam surgir ou se relacionar de alguma forma com o risco de contrair uma doença contagiosa ou enfermidade (incluindo exposição a COVID-19, uma bactéria, vírus ou outro patógeno capaz de causar uma doença ou doença transmissível) ocorrendo antes, durante ou após o evento, independentemente de como foi causado ou contraído. Portanto, qualquer pessoa que comprar um ingresso e / ou comparecer ao evento renuncia a toda e qualquer reclamação contra o Count Basie Center for the Arts, Concertos On The Green, Suneagles Golf Club, o artista e / ou todos os patrocinadores relacionados a todos riscos de lesões pessoais, doenças, invalidez permanente e / ou morte.


Pink Martini: uma exuberante aventura musical pelo mundo

Se as Nações Unidas tivessem uma banda própria em 1962, provavelmente teríamos sido essa banda", Freqüentemente diz Thomas Lauderdale, o fundador desta orquestra, cujo nome vai chamar sua atenção à primeira vista: Martini Rosa (“Pink Martini”). “Nós cantamos de uma maneira que você nunca viu antes"Adiciona um dos solistas,"se você ressoar com nossa música, você simplesmente se apaixonará por Pink Martini [& # 8230]. Cantamos canções muito bonitas, canções antigas que resistem à passagem do tempo, canções para qualquer momento: alegria, chateado …”.

Em 1994, Lauderdale flertou com a ideia de concorrer a prefeito de Portland, sua cidade natal, uma cidade no noroeste dos Estados Unidos. Participando de várias campanhas eleitorais, ele ficou surpreso ao descobrir que a música tocada nesses eventos tinha uma falha. Ela era barulhenta, desconhecida, muito monótona. Na verdade, toda a atmosfera deste mundo era terrivelmente enfadonha.

E então Thomas Lauderdale perdeu o interesse pela pequena política. Àquele que o seguiu, como embaixador de bom humor e boa vontade, podemos chamar a política de grande sem nenhum traço de previsão. Num mundo feroz, preocupado em levantar muros e cercas nas fronteiras, Pink Martini interpreta um repertório cosmopolita, sem fronteiras. Sua música, igualmente fácil de ouvir e sofisticada, reúne estilos e influências de todo o mundo. De composições francesas a jazz, de pop italiano a danças latinas, de música de cinema ao estilo cubano e música orquestral dos anos 1930, a variedade de seus concertos é estonteante. E o que o torna especial é a preocupação com a diversidade, com o multiculturalismo, com a pluralidade que nos define e nos une ao mesmo tempo. O repertório inclui canções inéditas, mas também canções queridas de todo o mundo, em 25 idiomas diferentes, cantadas com muito cuidado para a interpretação. Ouça "Até que eu te amei". Acho que Maria Tanase teria sido conquistada. Apaixonado, indiferente, balançando em um ritmo oriental, Storm Large - um dos dois solistas da banda - é verdadeiramente encantador.

Acho que é incrivelmente raro para um grupo de americanos honrar a cultura de um país menor. Aprendi essa música com Maria Tănase, especialmente para cantá-la na Romênia. E enquanto eu estava cantando [em Timisoara], pude sentir como todos na platéia prendiam a respiração. Quando terminei, todos explodiram em aplausos e vivas. E nós realmente entendemos que a música nos une, não importa o quão diferentes sejamos. Às vezes, as pessoas não têm escolha a não ser esquecer as preocupações por pelo menos um momento. E se você pode trazer-lhes uma gota de luz, uma gota de esperança, uma gota de alegria e orgulho, se as pessoas podem respirar um suspiro de alívio, pelo menos um pouco, então você pode ajudá-las de alguma forma, talvez possa mudá-las."Storm Large disse em uma entrevista há alguns meses. Pink Martini reflete um lado da cultura americana que & # 8211 pós Trump, pós-verdade, leve do jeito que você quiser & # 8211 nos encontraremos cada vez menos nos próximos anos: uma sociedade aberta, receptiva e confiante.

Após 22 anos desde sua fundação, sua discografia inclui nove álbuns, vendeu mais de 3 milhões de cópias (selecionamos algumas das canções mais populares, para ouvi-las clique em link ).

#1 „Amigáveis”(1997). Antes de serem conhecidos nos Estados Unidos, os Pink Martinis eram famosos no exterior. Para iniciantes, escute a musica do mesmo nome , que foi um sucesso retumbante na França e se tornou um fenômeno internacional. Em Hexagon, o refrão desta música - “Eu não quero trabalhar", em outras palavras "Eu não quero trabalhar”- tornou-se um fio condutor, exatamente durante o período em que a França votou pela redução da jornada legal de trabalho para 35 horas semanais. Então ouça Brasil e Amado Mio , duas interpretações magistrais.
#2 “Espere um pouco de tomate”(2004). Lançado apenas sete anos após seu primeiro álbum, "Hang On, Little Tomato" era ansiosamente aguardado, liderando as paradas na França, Canadá, Grécia e Turquia e vendendo mais de 550.000 cópias. Ouço Uma noite em Napoles e Nunca vamos parar de nos apaixonar , uma das canções mais famosas.
#3 “Ei, Eugene!” (2007). A musica de mesmo nome foi composta por China Forbes, o outro solista da banda, em memória de um homem que - como às vezes acontece na vida - não deu sinal depois do primeiro encontro.
#4 “Esplendor na grama” (2009). Ouça a música de mesmo nome (“Esplendor na grama) e Tuca Tuca .
#5 “Alegria ao Mundo”(2010). O quinto álbum foi lançado antes das férias de inverno e ofereceu uma mistura de música multilíngue e multi-denominacional, de canções ucranianas a canções hannukkah cantadas no dialeto ladino (uma mistura de hebraico e espanhol) e até mesmo "White Christmas" tocado em japonês por a lendária Saori Yuki.
Uma Retrospectiva” (2010).
#6 “1969”(2011), com Saori Yuki. Foi o primeiro álbum de um artista japonês a entrar na Billboard depois de uma espera de quase 50 anos. eu gosto deles Mas nada , Yoake no Scat e Yuuzuki .
#7 “ Ficar feliz & # 8221 (2013). Em janeiro de 2012, Thomas Lauderdale começou a trabalhar em seu sétimo álbum, começando com uma releitura da música. Sorriso , a trilha sonora do filme "Tempos Modernos" com Charlie Chaplin. Eu recomendo que você ouça a apresentação da China Forbes " Ich Dich Liebe ”(“ Eu te amo ”), e em Storm Large interpretando formidavelmente Talvez, talvez, talvez e, claro, uma música adorada pelos romenos: Até que te amei !
#8 “ Sonhar um pouco ”(2014). O oitavo álbum teve alguns convidados muito especiais da família von Trapp, os bisnetos daqueles que inspiraram O som da música , um filme que espero que você tenha visto.
#9 “Eu digo sim!”(2016). O último álbum quebrou novos limites. É cantada em inglês, árabe, armênio, francês, persa, turco e português. Ouço Rapaz bonito e Ov Sirun Sirun .

Em 20 de abril de 2017, Pink Martini retorna ao Palace Hall em Bucareste . Não perca este show , um como você nunca viu antes! Que músicas iremos ouvir das mais de duzentas do repertório? É difícil dizer. “Somos muito espontâneos"Diz a China Forbes,"nós geralmente decidimos no último minuto”. Mesmo que não tenhamos como saber o que veremos, espere uma experiência musical efervescente. Se você nunca foi aos shows deles antes, a China Forbes faz esta recomendação: "Coloque seus sapatos de dança, vista-se chique e prepare-se para ser seduzida”!


Críticas ao vivo

Como você explica o fenômeno que é o Pink Martini? Eles são difíceis de descrever - suas canções abrangem uma variedade de sons, culturas e idiomas diferentes (uma vez contamos 11 idiomas diferentes antes de pararmos). É alternadamente world music, fácil de ouvir, uma mistura maravilhosa de clássico, pop, big band e swing, tudo reunido em um pacote gigantesco de incrível e amarrado com um laço multicolorido de felicidade.

Todos os membros da banda são incrivelmente talentosos e todos são apresentados em momentos diferentes enquanto percorrem seu repertório - Thomas Lauderdale no piano, China Forbes nos vocais (também os vimos cantando Storm Large enquanto a China se recuperava da cirurgia, e ela não é desleixada no departamento vocal também), a seção de metais, os percussionistas, a seção de cordas - todos os ingredientes para uma big band e um grande som.

A melhor parte é que eles são, simplesmente, uma das bandas mais divertidas que você já viu. Espere o inesperado! Você já viu uma linha de conga serpenteando pelo (geralmente) calmo Royal Albert Hall, ou para o público ser convidado a dançar enquanto tocam (enquanto a banda é repreendida pelos seguranças por este evento claramente não planejado)? Balões, confetes, serpentinas, com todos de pé dançando, caos completo e absoluto, mas que sensação fantástica!

Pink Martini são amigáveis ​​e acolhedores, e a melhor coisa é que eles parecem se divertir tanto e são tão relaxados e naturais no palco que você não pode evitar ser arrastado por uma onda de felicidade. Você vai querer ser amigo deles e fazer parte de seu mundo alegre, louco, colorido e musical. Você conhece aquela sensação ao sair de um grande show onde você ainda está cantarolando baixinho, tem um pequeno salto no seu passo e um grande sorriso no rosto? É assim que você sabe que foi a um show do Pink Martini.

Para os amantes da música mundial, jazz e pop clássico, o Pink Martini é uma banda ao vivo imperdível. A roupa do Oregon tem trabalhado no circuito ao vivo por quase duas décadas e sua abordagem clássica para a experiência ao vivo é realmente refrescante nos dias modernos. Realizando turnês fantásticas, assim como aparecendo em uma série de festivais conceituados, o grupo realmente estendeu sua música para as massas e pessoas que de outra forma não teriam contato natural com seu estilo de música.

A operação no palco é enorme, com uma seleção orquestral de músicos, incluindo uma variedade de cordas e uma rica seção de metais. Todos eles se juntam maravilhosamente para apoiar os talentos vocais de China Forbes e Storm Large que harmonizam lindamente, sabendo exatamente como reagir a um e a outros vocais devido ao seu tempo dedicado na estrada. Cada artista no palco parece realmente se atirar na performance e é claro que eles são tão apaixonados por seus respectivos instrumentos, bem como pelos gêneros de jazz e clássico. Um ato de classe com uma quantidade enorme de talento incomparável.

Meu marido e eu assistimos ao concerto no The Scottish Rite Auditorium na sexta-feira à noite. Nós nos divertimos muito. Há vários anos que espero para ver o Pink Martini com a China Forbes e eles não me decepcionaram. Eles se apresentaram em sete idiomas. Todas as nossas músicas favoritas e muito mais. O ponto alto para mim foi ser convidada a subir no palco com outras mulheres do público para cantar duas canções em homenagem às mulheres, "I am a woman" de Helen Ready e "Working 9 to 5" de Dolly Parton. Eu amo essa banda e os ouço quase todos os dias. Mal posso esperar até eles voltarem para Nova Jersey!

Pink Martini são a sua própria classe. Para quem não gosta de rap ou techno, e não necessariamente vai a shows de hard rock ou heavy metal, o Pink Martini é a solução perfeita. O show em Lyon foi o Pink Martini no seu melhor. Desempenho perfeito adequado sólido - soam exatamente como nos CDs, o que neste caso é uma vantagem. Todas as melhores músicas foram cantadas (algumas junto com o público) em vários idiomas. Esta foi uma experiência muito difícil de esquecer

Foi um show fabuloso. Boa música, muita energia e, graças a China Forbes e Thomas Lauderdale, a participação divertida de vários membros do público. Eu vi todos os shows do Pink Martini & # 39s em Toronto, e a performance da noite passada foi uma das duas melhores.

Eu amo esse grupo há vinte anos e sempre estou procurando um local na Nova Inglaterra para vê-los se apresentarem. Minha esposa e eu apreciamos o show da noite passada no Concord NH. Espero chegar a Cape Cod no próximo verão, onde eles se apresentaram antes, para que possamos vê-los novamente.

Minha terceira vez vendo a banda. Uma fantástica variedade de instrumentos e artistas talentosos reunidos para criar a perfeição. realmente amo o fato de que eles gastam tempo explicando as raízes por trás de cada música e estão se preparando para conhecê-la e cumprimentá-la depois. Amá-los? Eu os adoro.xx

Seus shows são SEMPRE ótimos, embora alguns sejam melhores do que outros.

Nunca perderia um de seus shows, se possível!

(Songkick: exigir que uma revisão tenha pelo menos 30 palavras é absolutamente ridículo e desencoraja revisões futuras)

Este foi talvez o concerto mais agradável que já estive. Tão engraçado! Dançar, cantar junto, rir! Eles realmente ajudaram a contextualizar a música e fazer você se sentir envolvido. Absolutamente amo isso! Iria novamente em um piscar de olhos.

Show incrível! Os vocais eram requintados, o instrumento tocando muito melódico e refinado. Pink Martini é a definição de música realmente boa. Definitivamente irei vê-los novamente e traga mais alguns dos meus amigos!

Ótima orquestra, a nova vocalista leva algum tempo para se acostumar devido à sua personalidade inigualável no palco.

A música é sempre ótima! O show foi um pouco curto porque fazia parte das comemorações de Gala.

Noite incrível com uma grande banda e uma apresentação verdadeiramente animada!

Altamente recomendado se você adora swing e, geralmente, sons vintage. Também ótimas capas de clássicos conhecidos.

Apesar de ser uma coleção de músicos fantásticos, acho difícil acreditar que Pink Martini não seja mais um nome familiar. O show desta noite foi fantástico. Aplausos de pé, nada menos.

Adorei o Pink Martini e a Colorado Symphony! Would have loved to have a lot more of them and a lot less of MCC. Thank you for coming back to Denver! Michelle


Pink Martini concertează în octombrie la Cluj-Napoca

Pink Martini va concerta pe 5 octombrie 2015 la Sala Polivalentă din Cluj-Napoca. Spectacolul va avea loc la o zi după concertul anunțat la Sala Palatului din București.

Despre Pink Martini știm deja că este o trupă care îndrăgește România, fiecare concert susținut la noi în țară fiind un deliciu pentru public. Cu un spectacol deja programat la București pe 4 octombrie, Pink Martini va cânta anul acesta și pentru publicul din Cluj-Napoca pe 5 octombrie, la Sala Polivalentă.

În cadrul concertului, Pink Martini va interpreta atât piese devenite deja clasice, dar și melodii extrase de pe cel mai recent album, “Dream a little dream”. Din setlist nu va lipsi nici “Până când nu te iubeam”, piesa preluată de către grupul american de la legenda noastră autohtonă, Maria Tănase.

Acordurile de jazz, pop, muzica clasică și latino vor încânta auzurile spectactorilor, iar cei 15 muzicieni de top, printre care se numără și Sofia, Melania, Armanda și August Von Trapp, descendenții lui Captain și ai Mariei von Trapp (din versiunea originală The Sound of Music ce datează din 1965) vor pune în scenă un show memorabil.

La concertul de la Sala Polivalenta clujeană publicul o va putea vedea pe China Forbes în postura de solistă, după ce, în 2011, artista declarase că își dorește o pauză de la activitatea muzicală.


Pink Martini

&ldquoPink Martini is a rollicking around-the-world musical adventure&hellip if the United Nations had a house band in 1962, hopefully we&rsquod be that band.&rdquo
&ndash Thomas Lauderdale, bandleader/pianist

Featuring a dozen musicians with songs in 25 languages, Pink Martini performs its multilingual repertoire on concert stages and with symphony orchestras throughout Europe, Asia, Greece, Turkey, the Middle East, Northern Africa, Australia, New Zealand, South America and North America. Pink Martini made its European debut at the Cannes Film Festival in 1997 and its orchestral debut with the Oregon Symphony in 1998 under the direction of Norman Leyden. Since then, the band has gone on to play with more than 70 orchestras around the world, including multiple engagements with the Los Angeles Philharmonic at the Hollywood Bowl, the Boston Pops, the National Symphony at the Kennedy Center, the San Francisco Symphony, the Cleveland Orchestra, the Sydney Symphony at the Sydney Opera House, and the BBC Concert Orchestra at Royal Albert Hall in London.

Other major appearances include the grand opening of the Los Angeles Philharmonic&rsquos Frank Gehry-designed Walt Disney Concert Hall, with return sold-out engagements for New Year&rsquos Eve 2003, 2004, 2008, 2011, 2014, 2016 and 2018 sold-out concerts at Carnegie Hall the opening party of the remodeled Museum of Modern Art in New York City the Los Angeles Philharmonic&rsquos 100th anniversary party in 2018 the Governor&rsquos Ball at the 80th Annual Academy Awards in 2008 three sold out shows with the Sydney Symphony at the renowned Sydney Opera House sold-out concerts at Royal Albert Hall in London in 2011, 2013 and 2016, multiple sold-out appearances, and a festival opening, at the Montreal Jazz Festival, two sold-out concerts at Paris&rsquo legendary L&rsquoOlympia Theatre in 2011 and 2016 and Paris&rsquo fashion house Lanvin&rsquos 10-year anniversary celebration for designer Alber Elbaz in 2012. In 2014, Pink Martini was inducted into both the Hollywood Bowl Hall of Fame and the Oregon Music Hall of Fame.

Television appearances include The Late Show with David Letterman, Late Night with Conan O&rsquoBrien, The Tonight Show with Jay Leno, Later with Jools Holland, and a feature on CBS Sunday Morning. The band created a nationally broadcast 2015 NPR holiday concert special, Joy to the World: A Holiday Spectacular, and has been featured on multiple New Year&rsquos Eve broadcasts on NPR&rsquos Toast of the Nation.

Pink Martini has sold over 3 million albums worldwide on their own independent label Heinz Records (named after Lauderdale&rsquos dog). The band&rsquos debut album Sympathique was released in 1997, and quickly became an international phenomenon, garnering the group nominations for &ldquoSong of the Year&rdquo and &ldquoBest New Artist&rdquo in France&rsquos Victoires de la Musique Awards in 2000. Pink Martini released Hang On Little Tomato in 2004, Hey Eugene! in 2007 and Splendor In The Grass in 2009. In November 2010 the band released Joy To The World&mdasha festive, multi-denominational holiday album featuring songs from around the globe. Joy To The World received glowing reviews and was carried in Starbucks stores during the 2010 and 2011 holiday seasons. All five albums have gone gold in France, Canada, Greece and Turkey.

In Fall 2011 the band released two albums &ndash A Retrospective, a collection of the band&rsquos most beloved songs spanning their 18-year career, which includes eight previously unreleased tracks, and 1969, an album of collaborations with legendary Japanese singer Saori Yuki. 1969 has been certified platinum in Japan, reaching #2 on the Japanese charts, with the Japan Times raving &ldquothe love and respect Saori Yuki and Pink Martini have for the pop tradition shines through on every track.&rdquo The release of 1969 marked the first time a Japanese artist hit the American Billboard charts since Kyu Sakamoto released &ldquoSukiyaki&rdquo in 1963.

The band has collaborated with numerous artists, including Phyllis Diller, Jimmy Scott, Carol Channing, Rita Moreno, Jane Powell, Rufus Wainwright, Japanese legends Saori Yuki and Hiroshi Wada, Henri Salvador, Chavela Vargas, New York performer Joey Arias, puppeteer Basil Twist, Georges Moustaki, Michael Feinstein, Charo, Doc Severinsen, filmmaker Gus Van Sant, Courtney Taylor Taylor of The Dandy Warhols, clarinetist and conductor Norman Leyden, Italian actress and songwriter Alba Clemente, DJ Johnny Dynell and Chi Chi Valenti, Faith Prince, Mamie Van Doren, the original cast of Sesame Street, the Portland Youth Philharmonic, Mariachi Aztlan of Pueblo High School in Tucson, Arizona the Jefferson High School Gospel Choir the Royal Blues of Grant High School the Pacific Youth Choir of Portland, Oregon and Karen Early (who played sleigh bells and crash cymbals on the band&rsquos holiday album and the band&rsquos collaborative album with Japanese singer Saori Yuki, respectively).

Pink Martini has an illustrious roster of regular guest artists: NPR&rsquos Ari Shapiro, host of All Things Considered Cantor Ida Rae Cahana (who was cantor at the Central Synagogue in NYC for five years) koto player Masumi Timson harpist Maureen Love and Kim Hastreiter (the publisher/editor-in-chief of Paper magazine).

In January 2012 bandleader Thomas Lauderdale began work on Pink Martini&rsquos seventh studio album when he recorded the Charlie Chaplin song &ldquoSmile&rdquo with the legendary Phyllis Diller. The album, titled Get Happy, was released in September 2013 and features 16 globe-spanning songs in nine languages. The band&rsquos beloved vocalist China Forbes anchors the recording, and she was joined by her co-lead singer Storm Large, recording with Pink Martini for the first time, along with a cavalcade of special guests including Rufus Wainwright, Philippe Katerine, Meow Meow, The von Trapps & Ari Shapiro.

And while still in the studio for Get Happy, Lauderdale simultaneously began work on the band&rsquos eighth studio album, Dream a Little Dream, featuring Sofia, Melanie, Amanda and August von Trapp, the actual great-grandchildren of Captain and Maria von Trapp, made famous by the movie The Sound of Music. These siblings have been singing together for over a dozen years and have toured all over the world in concert. Drawn into the magical orbit of Thomas Lauderdale, they now live together in a house in Portland, Oregon and have been frequent guest performers with Pink Martini for the past several years. The album, released in March 2014, traverses the world, from Sweden to Rwanda to China to Bavaria, and features guest appearances by The Chieftains, Wayne Newton, &ldquoJungle&rdquo Jack Hanna, and Charmian Carr (who played Liesl in the original Sound of Music).

In 2016, Pink Martini released its ninth studio album, Je dis oui!, which features vocals from China Forbes, Storm Large, Ari Shapiro, fashion guru Ikram Goldman, civil rights activist Kathleen Saadat, and Rufus Wainwright. The album&rsquos 15 tracks span eight languages (French, Farsi, Armenian, Portuguese, Arabic, Turkish, Xhosa and English), and affirms the band&rsquos 23-year history of global inclusivity and collaborative spirit. In 2018, Pink Martini released a special 20th Anniversary Edition of its first album Sympathique, featuring the band&rsquos iconic arrangement of Ravel&rsquos &ldquoBolero&rdquo, now in the public domain and finally reinstated on the album after a 20-year absence. In 2019, Thomas Lauderdale and members of Pink Martini collaborated on a new release with the international singing sensation Meow Meow. This album, Hotel Amour, features guest appearances by Rufus Wainwright, The von Trapps, Barry Humphries (of Dame Edna fame), and the inimitable late French pianist and composer, Michel Legrand. Also in 2019, Pink Martini released two 5-song EPs, each featuring a special guest singer who has been regularly touring with the band since late 2017. Bésame Mucho, with Edna Vazquez singing, features her original powerhouse &ldquoSola Soy&rdquo alongside classic Spanish repertoire, like the title track, and &ldquoQuizás, quizás, quizás.&rdquo Tomorrow features vocalist Jimmie Herrod on a soaring version of the title track (famous from the musical Annie) alongside other repertoire, including the single &ldquoExodus&rdquo which has been bringing audiences to their feet at Pink Martini concerts. Both albums feature Pink Martini, and arrangements by bandleader Thomas Lauderdale.


Pink Martini Tickets

Very enjoyable, as we expected. However, the band personnel was smaller than previous concerts i.e. no saxophone, etc. Maybe 16 performers versus 24-26 previously. Plus, we really missed the use of large projection screens used in previous concerts. They are very successful for those of us seated back from the stage. Also, Pink Martini did much fewer audience participations than in the past. I believe that only ONCE did they invite audience members onstage. We're still glad that we attended.

Loved every minute of it! I’ve been a fan for 20 years. They put on an incredible show every time! Not only is it fabulous music and singing! It’s pure JOY! Dancing in the aisles! Bring them back!

Venue was better than 1 year ago

Last year, the Beacon was cold and drafty at the seat. They kept the doors, both on Broadway and Amsterdam, despite the autumn temps, creating a chilly crosscurrent. Why do this? And although doors at 7pm, we were forced to stand in the lobby till 7:30! This year I had no complaints.

The Paramount - Huntington

. Pink Martini is one talented group of performers. The music was showcased in a beautiful multiculturaled way. So many great things to say! Love China! And Edna! !! More Edna!

Best concert I have attended in my 80 years.

The Paramount - Huntington

Eclectic, warm, charismatic performers. All arrangements were magnificent. Performers were brilliant. Joyous!

Pink Martini always delights!

The Paramount - Huntington

The concert on Tuesday, October 29 at the Paramount in Huntington was classic Pink Martini. China Forbes was in fine voice as always, and the other singers and all the musicians were excellent, too. It was a fun evening for all.

The Paramount - Huntington

I've always enjoyed Pink Martini recordings and decided to see them in person since they rarely come to NY. I was blown away by seeing them perform live! You can't appreciate the talent that this band has in their recordings. Every band member was awesome. I liked them so much I thought Iɽ see them again while they were still performing in the area. unfortunately their last performance was at the Beacon theatre the very next night. I look forward to seeing them again. perhaps in a larger venue as they seem to have more band members. I definitely recommend anyone who loves good music to buy tickets!!

Scottish Rite Auditorium - Collingswood

As we learned in a show that was nothing but delight, this is Pink Martini's 25th Anniversary. Congrats to them. how lucky for us! I guess it was about 15 years ago that I saw them for the first time and their performance at the Scottish Rite Auditorium was everything one could hope for! It was also my first visit to the Scottish Rite and I sure hope to be there again, the sound splendidly enhanced the evening. The addition of two superb vocalists makes one think that they will certainly have careers on their own. China Forbes's voice is the dreamy, sultry voice that is as strong as ever and the instrumentals led by Peter, well what can you say. he and whoever it is that joins him just never disappoint! Bravo Pink Martini! Congratulations!

My wife and I thoroughly enjoyed this concert with a most talented and energetic band surrounding China’s vocals. First time seeing them and will look forward to our next opportunity.


Concertul Pink Martini din Cluj-Napoca se mută la Casa de Cultură a Studenţilor

Concertul Pink Martini de luni, 5 octombrie, se mută la Casa de Cultură a Studenţilor din Cluj-Napoca. Organizatorii au luat această decizie din cauza interesului scăzut al publicului faţă de concertul din Cluj-Napoca şi pentru ca evenimentul să se poată desfăşura în condiţii optime. Pentru ca publicul care nu a aflat de modificarea locaţiei concertului să aibă timp suficient să ajungă la Casa de Cultură a Studenţilor, evenimentul nu va mai fi deschis cu Zoli Toth Project şi va începe la ora 20.30 cu Pink Martini.

Biletele mai sunt disponibile la categoria VIP – 250 de lei, la categoria Premium – 210 lei, la categoria I – 190 de lei, la categoria a II-a – 170 de lei şi la categoria a III-a – 140 de lei şi se găsesc în reţeaua Eventim şi la magazinele partenere.

Pink Martini ne invită într-o călătorie muzicală în care vom putea trăi vibrațiile unor piese devenite deja clasice, dar și a unora extrase de pe cel mai recent album, al optulea din carieră, “Dream a little dream”. Din setlist nu va lipsi nici “Până când nu te iubeam”, piesa preluată de către grupul american de la legenda noastră autohtonă, Maria Tănase.

Acordurile de jazz, pop, muzica clasică și latino vor încânta auzurile spectactorilor, iar cei 15 muzicieni de top, printre care se numără și Sofia, Melania, Armanda și August Von Trapp, descendenții lui Captain și ai Mariei von Trapp (din versiunea originală The Sound of Music ce datează din 1965) vor pune în scenă un show incredibil.

Un grup muzical cu o istorie impresionantă, Pink Martini a luat ființă în 1994 în Oregon, la inițiativa pianistului Thomas Lauderdale care, la scurt timp, a cooptat-o pe China Forbes. Pink Martini nu se sfiește să experimenteze noi “rețete” compoziționale, dând naștere de fiecare dată unui regal muzical care pătrunde până în adâncul sufletului ascultătorului.

Concertul Pink Martini reprezintă o experiență de neratat, evenimentul fiind prezentat în premiera pentru publicul din Cluj Napoca de către Phoenix Entertainment.


I love the Maeve top. It is fun and feminine. Nice and light for summer and I feel you can dress it up or just wear it with a pair of jeans shorts. I was worried that the M would be too big but it fits perfectly. I selected the size based on the recommendation from Pink Martini!

This dress is the perfect summer staple. Casual enough for everyday yet pretty for a special luncheon date.

Amazing quality - a bit oversized, get one size down.

This vest is very pretty. I’m very happy with my purchase . I got a size large which is my normal size. Can’t wait to wear this vest

I was trying to locate the ciao bella sweater online so I started to put in my email but couldn’t find the item. I was contacted by a rep at pink martini to ask if they could help me with anything. I was so happy as this person went above and beyond to help me locate this sweater as it was not a new arrival. I then purchased a jogging suit for my step daughter as she is pregnant. She loved it so much she ordered 2 more in different colors. Quality is beautiful. Thank you!


Video: Pink Martini Donde Estas, Yolanda (Janeiro 2022).